Make your own free website on Tripod.com

cool.gif (857 bytes) Piadas Diversas cool.gif (857 bytes)

haha.gif (52656 bytes)

Estava um viajante perdido no meio da caatinga, debaixo de um sol de pelo menos quarenta graus do sertão da Paraíba, quando avistou uma casinha de taipa.
Morrendo de sede como ele estava, pensou imediatamente que aquela casinha seria sua salvação. Ao chegar na dita casinha, bateu palmas e falou:
- Ô de casa !!
Prontamente apareceu um garotinho típico da região, barrigudinho, com os olhos remelentos e limpando calmamente o nariz com o dedo.
- Sinhô ?
- Menino sua mãe está em casa ?
- Ta não sinhô !
- Quem está com você ? Você está sozinho ?
- Tô sim sinhô, o que é qui o sinhô quer ?
- Menino, eu estou com muita sede. Da para você arrumar um pouco d'água ?
- Da sim sinhô, mas tem " alua
* ", o sinhô num que não ?
- Bom, se tem " alua " é melhor que água, quero sim.
O menino volta com uma cuia de "alua", a qual é prontamente bebida pelo sedento viajante.
- Muito obrigado está muito bom esse "alua".
- Tem mais, o sinhô quer ?
- Quero sim, tá tão bom que vou tomar mais um pouco.
Mais uma vez o "alua" é saboreado com satisfação, e mais uma o menino pergunta:
- Tem mais o sinhô que ?
Ao que o viajante responde:
- Menino, querer eu quero, mas sua mãe quando chegar não vai reclamar de você ?
- Vai não sinhô, tinha um rato morto dentro dele e ela tinha mandado eu jogar fora.
Furioso, o viajante ameaça: - Seu filho de uma PIIIIIIIIII.., vou quebrar está cuia na tua cabeça.
- Pelo amor de Deus moço num quebre não que essa cuia é de mãe fazê xixi.
* Alua - deliciosa bebida feita com infusão das cascas do abacaxi.


O gaúcho chegou num bar e pediu ao barman o que ele tivesse de forte naquele bar. O barman serviu. O gaúcho (voz de macho): - Essa é fraca. Manda outra mais forte! O barman deu outra mais forte ainda: - Ainda não deu nem pra tremer. Manda logo a mais forte que você tiver aí! O barman falou, admirado: - Bah tchê, mas tu és macho mesmo, hein? - Bah, de que me adianta ser macho, se o homem que eu amo não me quer?


Num País Socialista

Num determinado país, de regime socialista, havia um grande incentivo à natalidade. Necessitando de mão-de-obra, criaram uma lei que obrigava os casais a terem um determinado número de filhos. Previram também uma tolerância de cinco anos. Essa tolerância consistia do fato de que, para os casais que completassem 5 anos de casamento sem terem filhos, ao menos um, o governo destacaria um agente que iria auxiliá-los. Num dia, aconteceu o seguinte dialogo entre um marido e sua mulher:
M.: Querido, hoje completamos o quinto aniversário de casamento !
H.: E, infelizmente não tivemos um herdeiro.
M.: Será que "eles" vão enviar o tal "agente" ?
H.: Eu não sei....
M.:E se ele vier ?
H.: Bem, eu não tenho nada a fazer...
M.: Eu, menos ainda.
H.: Vou sair, pois já estou atrasado para o trabalho.
Logo após a saída do marido, batem à porta. A mulher abre a porta e encontra um homem à sua frente. Era um FOTOGRAFO que se enganara de endereço.
F.: Bom dia, eu sou...
M.: Ah, já sei... pode entrar...
F.: Seu marido está em casa ?
M.: Não, ele foi trabalhar.
F.: Presumo que ele esteja a par...
M.: Sim, ele está a par e também concorda.
F.: Ótimo, então vamos começar ?
M.: Mas já ? Assim tão rápido ?
F.: Preciso ser breve, pois ainda tenho cinco casais para visitar.
M.: Puxa !! O senhor aguenta ?
F.: Sim, aguento porque gosto muito do meu trabalho. Ele me da muito prazer.
M.: Então, como vamos fazer ?
F.: Permita me sugerir: uma no quarto, duas no tapete, duas no sofá, uma no corredor, duas na cozinha e a última no banheiro.
M.: Nossa !!! Não é muito ?
F.: Minha senhora, nem o melhor artista da nossa profissão consegue na primeira tentativa. Numa dessas, a gente acerta bem na mosca !
M.: O senhor já visitou alguma casa neste bairro ?
F.: Não, mas tenho comigo algumas amostras dos meus últimos trabalhos. Veja. Não são lindas ? ( Mostrando fotos de crianças. )
M.: Como são belos esses bebês ! O senhor mesmo quem fez ?
F.: Sim veja este aqui, foi conseguido na porta de um supermercado.
M.: Nossa !!! Não lhe parece um tanto público ?
F.: Sim, mas a mãe era atriz de cinema e queria publicidade.
M.: Eu não teria coragem de fazer isso...
F.: Este aqui foi em cima de um ônibus.
M.: Que horror !!!
F.: É foi um serviço dos mais duros que eu já fiz.
M.: Eu imagino...
F.: Veja. Este foi feito num parque de diversões em pleno inverno.
M.: Credo ! Como o senhor conseguiu ?
F.: Não foi fácil. Como se não bastasse a neve caindo, havia uma multidão em cima de nós. Eu nunca teria conseguido acabar...
M.: Ainda bem que sou discreta e não quero que ninguém nos veja.
F.: Ótimo. Eu também prefiro assim. Agora, se a senhora me der licença, eu vou armar o TRIPÉ.
M.: Tripé ? Para que ?
F.: Bem, madame. É necessário. O meu aparelho, além de pesado, depois de pronto para funcionar, mede um metro.
A mulher desmaiou.


O velhinho vai ao médico e solicita um check-up. - Quero ver se está tudo em ordem porque vou me casar na semana que vem! - afirma entusiasmado. - Casar? - indignou-se o médico. - Que idade o senhor tem? - Oitenta e oito. - E a sua noiva? - Vinte e um! - Vinte e um?! Nesse caso eu o aconselho a tomar cuidado porque essa diferença de idade pode ser fatal! - Então... paciência! Se ela morrer, morreu...


Um mineiro matuto estava realizando sua primeira viagem de avião. E vejam só a sorte dele, pois estava logo num boing 747, onde tudo é automático. Lá pelas tantas, deu uma baita vontade de ir ao banheiro. Como o banheiro masculino estava ocupado, e diante do desespero do mineiro, a aeromoça consentiu em que ele utilizasse o banheiro das senhoras. Contudo, advertiu: nossos banheiros são totalmente automáticos. Sequer existe papel higiênico. Você deve pressionar os botões próximos ao vaso, mas NÃO pressione o botão vermelho. E lá foi o mineiro... Após terminar o serviço, ele ainda deu uma procuradinha para ver se achava papel higiênico, mas nada. Então, ele viu os botões a que a aeromoça havia se referido. Eram três: verde, azul e vermelho. Pressionou o verde, e um jato d'água lavou o bumbum dele. Em seguida, apertou a botão azul e um jato de ar o secou. Como achou a coisa interessante, resolveu desconsiderar a observação da aeromoça e mandou ver no botão vermelho. O avião interinho ouviu um grito estarrecedor:
aaaaaAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIiiiiiiiiiiiiiiiiii.........
Tratava-se de um removedor de modess automático...


Duas bichas se encontram: -Nossa menina !! Como você está magra !! (observa a outra) - O que você está tomando? -AZT.


Estava um mineiro a andar com seu burrinho pôr uma das muitas estradas de Minas Gerais. Num dado momento para do lado do mineiro com seu burrinho uma big de uma Ferrari, daquelas que estão disponíveis ao povo brasileiro graças a uma das únicas coisas boas que o Collor fez, e dentro dela um carioca muito esperto que batendo no capo do carro diz:
- Aqui dentro tem 400 cavalos.
Entra no carro e sai cantando pneus, deixando uma nuvem de poeira para o mineiro. Um pouco a frente o carioca se distrai e numa curva embica a sua Ferrari num ribeirão. Um pouco depois o mineiro chega ao local, vendo o carro com a frente dentro da água pergunta:
- Tá dando de beber pra tropa, moço ?


Um cara se julgava muito valente. Um dia ele ficou sabendo da existência de um tal Clube dos Machões, onde só entrava cara muito macho. Ele se invocou e foi atras desse clube. Chegando lá o presidente do clube falou:
- Não é qualquer um que pode ficar sócio. Para ficar sócio tem que passar por 3 provas de fogo.
- Diga quais são que eu faço. Nada é capaz de me deter. 
- Primeiro você tem que beber de um gole só 1 litro de conhaque. 
- Moleza! 
- Depois você tem que cortar a juba de um leão. 
- Dá pra encarar sem pestanejar.
- Por último você tem que comer o cu de três virgens.
- É comigo mesmo, vamos começar já. 
Ele pegou a garrafa de conhaque e foi virando, virando, até que terminou, já com os olhos vermelhos esbugalhados. Em seguida, ele entrou na gruta do leão mais feroz da região e do lado de fora só se ouviam os rugidos do leão e os gritos do homem. Os sócios que assistiam à prova comentavam:
- É melhor a gente salvar ele...ele pode morrer. 
- Não. Ele que quer entrar pro clube. Tem que encarar tudo. 
Dez minutos depois sai o cara todo ensangüentado, rasgado, se arrastando e, com um sorriso amarelo pede:
- Pronto pode trazer as virgens que eu corto o cabelo...


O rapaz entra pela primeira vez num cassino e fica observando o jogo do roleta. 
- Aceita um palpite? - pergunta uma loira gostosíssima ao seu lado.
- Claro! Claro!
- Porque não jogas na sua idade?
- O rapaz aceita a sugestão, joga no número 27 e ganha
- Porque não jogas no número do seu apartamento?  sugere a moca.
O rapaz joga no 31 e ganha novamente!
Nesse ínterim a moça aproxima-se do rapaz e cochicha no ouvido dele
- Porque não jogas no tamanho do seu pênis?
 O rapaz joga no número 22 e perde! Dá o número 8.
- Perdi de burro! - comenta.


O caminhoneiro estava no seu leito de morte e pergunta a mulher, com voz moribunda:
- Mulher, sei que estou morrendo e nada disso mais me importa agora, mas só por curiosidade, você já me traiu alguma vez na vida?
Ela enrubesceu, titubeou, mas acabou confessando a verdade:
- Sim, meu marido! Eu te traí sim, mas apenas duas vezes e somente para te ajudar.
- Como foi a primeira?
- Você se lembra daquela vez que pediu um empréstimo ao banco para trocar o caminhão e eles não liberavam nunca o dinheiro e você já estava ficando desesperado?
- E de repente o dinheiro foi liberado de uma hora para outra?
- Sim!
- Tem razão, foi por uma boa causa, naquela época eu estava até pensando em me suicidar. E a outra vez?
- Você se lembra quando se candidatou a Presidente do Sindicato e faltavam 165 votos para vencer?....


Tem aqueles caras que adoram pescaria. Deixam o único dia que tem  para ficar com a mulher, o domingo, e se mandam pro meio do mundo com um  bando de marmanjos com o objetivo principal de encher a cara dizendo que  vai pescar!

Pois bem, em um destes domingos, o cara sentou do lado de um  japonês que não parava de pegar peixe, só dava tempo mesmo era colocar  outra isca e pimba!... O mamão ficou admirado, pois não tinha pego nenhum. Então, chegou perto do japa e perguntou: 
- Oh japonês, como é que tu consegues pegar tanto peixe e eu que estou do seu lado nao pego nenhum?
O japonês sorridente respondeu: 
- A questão é sorte, né! Passa a mão na bunda de mulher antes de sair de casa,  né, e então a sorte vem né!
Pois então, no outro domingo, o cara acordo e viu logo a mulher no jardim com a bunda pra cima. Se levantou, sorrateiramente chegou por trás dela e meteu a mão com vontade!! A mulher, sem se assustar com aquilo e sem olhar para trás disse:
- Já vai pescar japonês?


O português estava pescando à beira de um rio, em companhia de um amigo. Em dado momento, o amigo escorrega, cai na água e começa a ser arrastado pela forte correnteza. - Socorro! Me ajude! - grita o infeliz. O coitado do português ficou apavorado, sem saber o que fazer, já que não sabia nadar. - Socorro! Socorro! - gritava o náufrago que, num impulso de desespero, avistou um rolo de corda ao lado do português. - A corda! A corda! Joga a corda! - Tá maluco? Jogo não, ora essa! - exclamou o portuga. - Onde já se viu? O gajo já está se afogando e ainda pensa em se enforcar!!


A mulher está se confessando: - Sr. Padre, eu acho que cometi um pecado capital. Hoje pela manhã, quando olhei-me no espelho, fiquei um tempão observando o meu rosto e achei-me muito bonita! - Não se preocupe, minha filha! Cometer enganos não é pecado!!


O garotinho perguntou para o pai:
- Papai, lima pula?
- Não, meu filho. Por quê?
- Porque toda vez que você sai, mamãe grita lá nos fundos: "Pula Lima!"


P: Qual é a fruta que fala a língua dos ratos ??????
R : kiwikiwikiwikiwikiwikiwikiwikiwikiwikiwikiwikiwikiwikiwi.


Dois mexicanos estavam em Cuba num restaurante. De repente chegaram dois barbudões, que pediram um monte de coisas. E comeram e beberam muito, até não aguentar mais. Quando o garçom trouxe a conta, um dos barbudões falou:
-- Nosotros somos de la policia. Ponga en la conta de la revolucion!
O garçom obedeceu sem pestanejar, e os barbudos foram embora.
Os mexicanos não perderam tempo, e logo bolaram um plano pra não pagar também. Começaram a pedir um monte de coisas, pratos e mais pratos de comida, ou mais caros de todos, os melhores vinhos, etc.
Quando o garçom trouxe a conta, um dos mexicanos falou a mesma coisa que o barbudo:
-- Nosotros somos de la polícia. Ponga en la conta de la revolucion!
O garçom olhou, coçou a cabeça... e finalmente perguntou:
-- Pero... donde estas la barba?
O mexicano olhou pros lados, abriu o zíper da calça e mostrou os pentelhos pro garçom:
-- POLICIA SECRETA!!!


R. Perkins é um professor de biologia numa escola secundária feminina nos Estados Unidos. Durante uma aula ele diz:
- Patrícia, você pode me dizer qual é o órgão do corpo humano que, sob determinadas condições, chega a ter seis vezes o seu tamanho normal, e que condições são essas?
Patricia engasga, e responde com um tom gelado:
- Professor, eu não creio que isso seja uma pergunta a ser feita para mim. Garanto-lhe que meus pais vão saber disso. - e senta com o rosto vermelho.
Sem se perturbar, o professor Perkins chama Cíntia e repete a pergunta. Esta responde:
- A pupila, sob luz fraca.
- Correto - diz o professor Perkins. - E agora, Patrícia, tenho três coisas a lhe dizer:
1. você não estudou a lição.
2. você tem uma mente suja.
3. você ainda vai se desapontar um bocado!


A jovem e linda mãe mostrava o filhinho para a amiga.
- Como ele se parece com o pai, exclama a visitante.
- Céus, tomara que meu marido não perceba!

linha_color.gif (4511 bytes)

<< IT's COOL ! IT's Zero COOL ! >>
by RPAR #06 (c)1998

voltar ao menu